Tenho uma ideia de negócio. E agora?

1 de agosto de 2019 / por Pappo Estratégia e Criação

Ideia de Negócio

Por muito tempo você desejou ter uma ideia de negócio. Pensou, pesquisou, falou com milhares de pessoas, manteve isso no pensamento por dias, meses… tudo até que, finalmente, chegou a uma boa ideia. Você, feliz, comemora e começa a sonhar com o projeto em prática, bem-sucedida e te rendendo altos lucros. Cabeça lá nas nuvens. Mas e aí, o que vem depois?

Bom, primeiramente, vem um choque de realidade:

Uma ideia de negócio não se realiza sozinha.

Pois é. Você terá que trabalhar (e muito) para ver o seu novo negócio tão bem sucedido na vida real quanto ela é na sua imaginação. Se você acha que se esforçou muito para ter uma ideia espere até ver tudo que te espera.

Mas quer uma boa notícia? O Pappo está aqui para isso: te ajudar no que é necessário para sua ideia decolar. E para começar, preparamos uma lista de tudo o que você precisa enfrentar até ver a sua tão sonhada ideia transformada em projeto realizado. Confira abaixo.

1 – ESTRUTURAÇÃO DA IDEIA

Você já tem uma ideia, mas ela está estrutura em todos os detalhes? Você sabe como vai funcionar na prática e o que precisa ser feito para que ela realmente funcione?

Essa etapa compreende a estruturação do que será realizado na prática, não tão a fundo quanto em um planejamento, mas um esboço que já te oriente para tal. Responder as perguntas abaixo é um bom caminho para essa etapa:

– Qual problema sua ideia resolve?

– Qual o perfil do público que será seu cliente?

– Onde essa ideia será executada?

– Como?

– Será necessário colaboradores, quantos e em quais áreas?

– Quais os seus concorrentes? E quais os pontos fortes e fracos de cada um?

– Qual o seu diferencial frente a eles?

– Qual será sua estratégia de precificação?

 2 – VALIDAÇÃO

Todos que possuem uma ideia querem que ela vá para frente, fato!

Acontece que isso depende de muitos fatores, inclusive, se na prática a sua ideia é lucrativa e tem mercado. Então, antes de sair investindo dinheiro, tempo e esforço, validar a sua ideia pode render boas economias. Existem várias formas de se fazer isso e falamos um pouco mais nesse artigo.

Um ponto de partida é pensar na pergunta: “Como posso testar a minha ideia com o mínimo de investimento possível?”

3 – PLANEJAMENTO

Ideia testada e validada? Então agora sim podemos pensar em planejar as ações seguintes para fazer seu projeto sair do papel. O planejamento engloba todos os aspectos da sua empresa, e por isso é uma tarefa que exige atenção. Apesar disso, planejamento no papel não conta nada, então, a ação a partir dele deve ser executada à risca. Para saber mais sobre essa etapa leia esse post aqui.

Aqui no Pappo ajudamos empresas de todos os tamanhos a planejarem e estruturarem suas ações através de estratégias eficazes. Se estiver nessa fase e precisar de ajuda, fale conosco.

4 – INVESTIMENTO

Queira ou não, toda ideia precisa de algum dinheiro para ser desenvolvida. Ter certeza que você poderá fazer esse investimento ou buscar sócios e investidores que te ajudem é essencial para que você não morra na praia.

5 – BUROCRACIA

Abrir uma empresa pode significar muitos papeis e burocracia, dependendo do ramo. Mas não tem jeito, a melhor forma de fazer as coisas andarem bem é tendo tudo certo desde o início.

Então, chegou a hora de ir atrás do seu CNPJ, Alvará de funcionamento e demais permissões necessárias, referente a cada tipo de empresa.

6 – PRODUÇÃO

Tanto faz se você está trabalhando com um produto ou serviço. O seu produto final precisa ser estruturado e produzido com toda a qualidade possível, a ponto de alguém querer compra-lo. Para isso você precisa encontrar matéria prima, fornecedores, melhores formas de produção e entrega, e, caso seja um serviço, você precisa planejar toda a experiência que seu público terá. Lembre-se: qualidade é o que mais importa.

7 – SUA MARCA

Produto pensado, empresa em processo de abertura, planejamento em ordem. Hora de criar a sua marca. Lembre-se, ela vai ser a cara da sua empresa, e ter um bom branding vai ser fundamental para ditar o modo como você se relaciona com seu público. Então, desde o nome e logo até a forma como você vai se comunicar deve ser cuidado com carinho, inteligência e estratégia.

8 – ESTRUTURA DE VENDAS

Aqui está o que importa: vendas. Se não existir faturamento e lucratividade sua empresa, com certeza, não conseguirá sobreviver. Então, estruture corretamente como serão suas vendas. Hoje não é preciso usar apenas um ponto físico e uma pessoa soltando um “posso ajudar?”. Pense em qual é a melhor forma de estruturar suas vendas e potencialize seus resultados.

 9 – DIVULGAÇÃO (ETERNO)

Acostume-se. Por toda a existência do seu negócio você terá que pensar em promoção e divulgação. Vamos enfatizar isso: POR TODA A EXISTÊNCIA DELE. Se você quer colher mais frutos do que seus concorrentes e vizinhos então não adianta divulgar a inauguração ou fazer uma promoção quando as vendas estão mais baixas. A divulgação precisa existir 24 horas por dia, 7 dias por semana (com estratégia certeira, monitoramento de resultados e criação bacana). Se precisar de uma mãozinha para isso, estamos por aqui!

10 – ANÁLISES E RE-PLANEJAR

Inauguração realizada e negócio em andamento. Ufa. Acabou…. Opa. Não!

Todo negócio é igual a uma criança. Depois de vir ao mundo é necessário muito cuidado.
É preciso muitas análises e acompanhamento das ações que estão sendo realizadas, administração e cuidado atento às finanças para que o futuro seja promissor.

As análises e resultados são fontes de informações valiosíssimas. É a partir daí que você pode identificar e manter o que dá resultado e re-planejar o que não está funcionando muito bem. Isso deve ser feito constantemente.

E quando você achar que tudo está perfeito….

De novo, ação. Mude o que não funciona, siga seu planejamento, melhore seu produto, atinja um novo público, abra uma filial, tenha novas ideias…. enfim. Cresça!

 

0 comentários

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *