Por que o posicionamento é fundamental na minha empresa?

1 de agosto de 2019 / por Pappo Estratégia e Criação

Posicionamento

O que te diferencia do seu concorrente? O que te tira da média?

O que seu cliente enxerga em você que é diferente e melhor do que todos os outros que estão no mercado?

O que lhe atribui um valor único, que, portanto, faz seu cliente te ver como único?

A resposta para todas essas perguntas está relacionada a uma palavra fundamental, mas frequentemente esquecida em muitos negócios: POSICIONAMENTO.

Posicionamento é aquilo que fará sua empresa se destacar no meio de tantas outras. Aquilo que fará seus consumidores enxergar no que você faz ou no produto/serviço que você entrega um valor único. Aquilo que, definitivamente, colocará sua empresa em evidência.

Diferencie a sua marca através do posicionamento.

Toda marca muito conhecida ocupa um lugar na mente do consumidor. Um exemplo clássico disso é a Coca-Cola e a Pepsi. É bem comum associarmos a Coca-Cola como o rei dos refrigerantes, colocando sua rival em segundo lugar (a própria Pepsi já veiculou uma campanha se assumindo como tal).

Mas pense bem: não é só isso que pensamos quando o nome Coca-Cola vem à mente. Na verdade, um conjunto de fatores são recordados: talvez o desejo do refrigerante gelado, a cor vermelha, a música da propaganda que proporciona uma sensação feliz, ou a lembrança do último churrasco em família.

É isso que o posicionamento faz. Define o lugar que a marca deve ocupar na mente do consumidor e como, ou seja, mostra ao consumidor quais sensações e benefícios são “compatíveis” com a sua marca. Tudo isso para, no final, criar uma sensação completa de experiência e até sentimento que conecte o cliente à marca.

Posicionamento deve ser um trabalho constante e consistente.

Essa lembrança na mente do consumidor (o sentimento em relação a uma marca), entretanto, não foi construída com um post em redes sociais ou um mês de campanha publicitária. O posicionamento vem através de um trabalho consistente e contínuo, muito bem estruturado e executado.

Vamos focar ainda no exemplo da Coca-Cola. Você já parou para pensar quantas vezes em um único dia é impactado por essa marca?

Comerciais na TV, redes sociais, embalagens bem dispostas nos supermercados, cartazes em lanchonetes, geladeiras em todos os pontos de venda, enfim. Onde menos se espera as cores vermelha e branca estão sinalizando a presença da Coca-Cola. E mesmo que a presença e posicionamento da marca sejam inegáveis, a empresa ainda investe em campanhas, ações e trabalha pesado para levar sua marca até para os lugares mais remotos. A Coca-Cola nunca deixou de se posicionar. E mais importante: nunca deixou de passar uma mensagem consistente com seu posicionamento.

A lição aqui é: ter um posicionamento consistente demanda tempo e muito trabalho.  Mas, acima de tudo, é necessário ter claramente a resposta para a pergunta “como os consumidores devem ver a minha marca e a que eles devem associá-la?”. Apenas através de associações com palavras, cores, sentimentos e até momentos, é que se é possível criar um posicionamento forte o bastante para durar e resistir a crises.

Defina como sua marca deve ser vista e sentida pelo consumidor. Então foque todas as suas ações em transmitir isso.

Todas as suas ações devem demonstrar ao seu público as qualidades do seu produto e criar um vínculo emocional, fazendo com que seu produto, serviço ou marca, ocupe um lugar importante e de destaque na mente do consumidor.

O risco de não se ter um posicionamento forte é perder-se em meio aos concorrentes. Não é muito difícil assistirmos a um comercial e nem mesmo prestar atenção no anunciante. Ou, lembrar de um anúncio sensacional, mas esquecer de qual marca era. Será que era da marca de cerveja x? Ou da marca y?

Isso acontece porque o posicionamento da marca não está consolidado na mente e, talvez, a comunicação em questão não explorou todos os pontos necessários para reforçar isso. Repito: a consistência na comunicação e ações da empresa devem ser prioridade.

Fica aqui uma pergunta para se pensar e agir: sua empresa está posicionada como gostaria?

0 comentários

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *